Quando eu voltei a escrever…

Tinha um tempinho que não conseguia ler ou escrever nada. De uma amante da literatura tinha passado à pessoa vazia e sem inspiração. Mas finalmente tudo voltou a mim e segue o primeiro poema que consegui escrever hoje, depois de muito tempo.

 

E quando se perde um amigo?

Quando se perde um amigo se perde tudo.
Os risos compartilhados, os filmes favoritos, os planos para o sábado à noite.

Quando se perde um amigo se perdem os planos para as férias de verão e os sorrisos da próxima noite do pijama.

Quando se perde um amigo se perde a graça das coisas simples e uma parte dentro de você que amava tudo o que havia ali. Mesmo com tantos defeitos.

Quando se perde um amigo, ainda que não tenha sido sem lutar, fica aquele vazio. Fica faltando uma metade maluca que você nunca achou que fosse existir.

Quando se perde um amigo, se perde vontade de ter outros amigos. Afinal, é um vazio que nunca será preenchido. Porque buscar novos vazios?

As pessoas têm a importância que você dá a elas, e quando você perde um amigo, você perde uma parte que você nem sabia existir.

Mel ao Sol – E quando se perde um amigo?

PS: Sobre Mel ao Sol : é um personagem do livro Merrick de autoria da incrível Anne Rice, por muitos anos usei enquanto escrevia poemas, músicas e textos diversos, acho que ainda é o que melhor me define. ❤

marshmallow monsters

Anúncios