A vida fora do Facebook…

Como todas as pessoas da minha idade e de muitas que não têm a minha idade também eu possuía contas em um número incontável de redes sociais. Facebook, Twitter, Istagram…

Minha pasta de rede sociais no smartphone era enorme. Eu me mantinha conectada durante vinte e quatro horas por dia. Dormia com o meu celular embaixo do travesseiro e checava os aplicativos de cinco em cinco minutos, muitas vezes durante a madrugada.

A primeira coisa ao acordar era checar recados e notificações.

addicted

A minha produtividade no trabalho era muito pequena pois eu gastava a maior parte do tempo atualizando o feed em busca de algo novo ou apenas jogando conversa fora com qualquer um dos meus contatos online (muitas vezes até com aqueles que não estavam online!). Levava semanas para finalizar um processo que eu sabia que podia ser feito numa tarde.

Meus livros não lidos estavam cobertos de poeira e eu não encontrava tempo para outras coisas.

vicio-internet

Então, depois de uma série de decepções algumas amigas decidiram sair das redes sociais para relaxar um pouco e das minhas próprias decepções, fui reduzindo meu acesso. Desinstalei os apps do telefone e logava poucas vezes ao dia. Isso quando não passava mais de um dia sem dar uma “checadinha” nas novidades.

Percebi que essa “conexão” com o mundo não fazia nenhuma falta. Na verdade, me sentia até melhor sem essa ansiedade constante de esperar por essa interação virtual.

Terminei livros não lidos e comecei outros. Descobri que amigos sentados a uma mesa de bar é uma experiência muito mais gratificante do que conversas sem finalidade na rede online. E que é muito melhor quando não estamos presentes à mesa, mas ausentes por estarmos todos mexendo constantemente no tablet ou smartphone.

smartphone

Decidi então desativar permanentemente minhas contas nas redes sociais.

Posso garantir que tudo melhorou, inclusive a minha disposição física.

Tenho tempo para tantas coisas que às vezes até me impressiono. Tenho menos amigos na vida real do que online, mas esses são mais verdadeiros e temos tempos incríveis juntos. Tive muito menos crises de gastrite por reduzir a ansiedade dessa vida online totalmente vazia e menos problemas causados por essas intrigas de vidas conectadas.

poemas_melhores_amigas
Não foi fácil me desligar da vida online, mas os resultados foram ótimos.

Há uma vida incrível lá fora mas só se você conseguir se desligar da vida vazia que você criou no seu notebook.

Meu nome é Nina e estou há um mês sem Facebook, Skype e seus semelhantes.

PS: nem tudo vale ir para o Instagram! 😉

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s